Prioridades de Segurança do Ciberespaço para os Agentes da Segurança Nacional de África

Série de programa académico virtual

3-25 de agosto de 2021

English | Français | Português

Nota de Informação
Horário
Programa de estudo
Biografias
Visão geral do Centro África

Objetivos do Programa:

  1. Expandir a compreensão dos principais desafios que as tecnologias de informação interdependentes colocam à segurança nacional e dos cidadãos nos países Africanos.
  2. Identificar prioridades-chave para os atores de defesa e segurança Africanos para melhor se prepararem e responderem a atividades cibernéticas maliciosas que ameaçam os interesses de segurança nacional.
  3. Comparar experiências, perspetivas e boas práticas na política de segurança do ciberespaço numa série de setores de segurança, civis, setor privado e intervenientes não governamentais.
  4. Socializar os benefícios de manter uma Internet aberta, fiável e segura para maximizar as vantagens das tecnologias de informação interdependentes para as empresas, governos e sociedades, enquanto se minimizam as ameaças e vulnerabilidades de segurança do ciberespaço.
Sessão 1  | 3 de agosto de 2021

Panorama das Ameaças Cibernéticas em África

Apresentado por:

  1. Nathaniel Allen, Professor Assistente, Centro África de Estudos Estratégicos
  1. Noelle van der Waag Cowling, Professora, Universidade de Stellenbosch

Objetivos da sessão:

  • Descrever o âmbito e a escala das ciberameaças que os países africanos enfrentam em resultado de espionagem, sabotagem de infraestruturas críticas, crime organizado e luta contra a inovação.
  • Explorar como a natureza das ameaças cibernéticas africanas provavelmente mudará e evoluirá no futuro.
  • Considere o escopo e a escala dessas ameaças cibernéticas na África do Sul

Questões para discussão:

  • O que considera serem as principais ameaças e desafios cibernéticos do seu país ou regiões? Qual a sua severidade?
  • Que setores no seu país ou região são mais vulneráveis a ataques cibernéticos?
  • Como vê o panorama da ameaça cibernética no seu país ou região a evoluir nos próximos cinco ou dez anos?

Leituras recomendadas:

Vídeos recomendados:

  • Centro África de Estudos Estratégicos, “Emerging Cyber Dimensions of Africa’s Security Landscape,” (Dimensões Cibernéticas Emergentes da Paisagem de Segurança de África) 3 de dezembro de 2020.
    English | Français | Português
  • Centro África de Estudos Estratégicos, “Dimensões Cibernéticas do Aparelho de Estado em África,” 18 de março de 2021.
    English | Français | Português
  • Centro África de Estudos Estratégicos, “Cyber Dimensions of Violent Extremism in Africa,” 19 de maio de 2021.
    English | Français | Português
  • Centro África de Estudos Estratégicos, “Dimensões Cibernéticas do Crime Organizado Transnacional em África,” 8 de julho de 2021.
    English | Français | Português
Sessão 2  | 10 de agosto de 2021

Elementos fundamentais de uma resposta nacional de segurança do ciberespaço

Apresentado por:

  1. Kamissa Camara, Perito Visitante Sénior para o Sahel no Instituto para a Paz dos Estados Unidos e Ex-Ministra dos Negócios Estrangeiros da República do Mali
  1. Moctar Yedaly, Antigo Chefe da Divisão da Sociedade da Informação, União Africana

Objetivos da sessão:

  • Identificar os elementos principais da resposta a nível nacional necessários para enfrentar os desafios à segurança nacional relacionados com o ciberespaço.
  • Identificar os principais intervenientes e as partes interessadas na concepção e concretização de uma resposta nacional à segurança do ciberespaço e o papel dos intervenientes da segurança nacional no âmbito de uma abordagem multilateral.
  • Avaliar a política, estratégia e instituições de segurança do ciberespaço dos principais países africanos, a nível nacional.
  • Fazer um balanço do papel do sector da segurança nos esforços nacionais para enfrentar as ameaças cibernéticas de espionagem, sabotagem de infraestruturas críticas, crime e combate à inovação.
  • Discutir os benefícios de manter uma internet aberta, fiável e segura para otimizar as vantagens das tecnologias de informação interdependentes para as empresas, governos e sociedades, reduzindo ao mesmo tempo as ameaças e vulnerabilidades de segurança do ciberespaço.

Questões para discussão:

  • Qual é a eficácia do seu país/região na resposta às ameaças cibernéticas e quais são os desafios?
  • Que papel desempenha o sector da segurança na segurança do ciberespaço do seu país? Que outros intervenientes participam na segurança do ciberespaço no seu país?
  • Que papel deverá ter o sector da segurança no que diz respeito a enfrentar as ameaças e os desafios cibernéticos do seu país? De que forma isso poderia apoiar uma abordagem multilateral?
  • Quais são os desafios e os riscos associados ao envolvimento do sector de segurança na segurança do ciberespaço?

Leituras recomendadas:

Sessão 3  | 17 de agosto de 2021

Gestão de Incidentes Cibernéticos e Proteção de Infraestruturas Críticas

Apresentado por:

  1. Kenneth Adu-Amanfoh, Membro Fundador e Diretor da ACDRO
  1. Ali Mahamadou, Chefe de Programa, Centro Nacional de Estudos Estratégicos e de Segurança do Níger (CNESS)

Objetivos da sessão:

  • Definir infraestruturas críticas e examinar a escala e o alcance das ameaças e vulnerabilidades do ciberespaço nos países Africanos.
  • Discutir o papel das equipas nacionais e setoriais de resposta a incidentes de segurança informática (CSIRT) como parte de um sistema nacional de resposta de segurança cibernética para identificar e responder a ciberataques maliciosos sobre infraestruturas críticas.
  • Discutir o papel que os atores de segurança nacional desempenham como membros chave do CSIRTS, células de coordenação interagências e outros mecanismos de cooperação interagências para a segurança do ciberespaço.
  • Explorar a melhor forma de promover parcerias intersetoriais entre civis, agentes de segurança, forças policiais, justiça e parceiros do setor privado para salvaguardar infraestruturas críticas dependentes da Internet.

Questões para discussão:

  • O que caracterizaria como infraestrutura crítica no seu país ou região? Até que ponto é que esta infraestrutura crítica é ciberdependente?
  • O seu país tem CSIRTs e quão eficazes são na proteção de infraestruturas ciberneticamente críticas?
  • Que leis, políticas ou mecanismos tem o seu país em vigor para proteger infraestruturas nacionais críticas contra ataques cibernéticos?
  • Que papel tem o setor da segurança na proteção de infraestruturas nacionais críticas no seu país?
  • Como melhorar a cooperação, coordenação e partilha de informação entre o setor da segurança, outras partes do governo e partes interessadas fora do governo para aumentar a resiliência das infraestruturas nacionais ciberdependentes?

Leituras recomendadas:

Sessão 4  | 24 de agosto de 2021

Estratégia Nacional de Cibersegurança

Apresentado por:

  1. Abdul-Hakeem Ajijola, Presidente, Grupo de Peritos em Segurança Cibernética da União Africana
  1. Grace Githaiga, Convenor, Convenor, Kenya ICT Action Network (KICTANet) e anfitriã de “Take on Tech,” Kenya Broadcasting Corporation (KBC)
  1. Pierre Ouedraogo, Diretor Geral, Tecnologia e Serviços para a Inovação

Objetivos da sessão:

  • Discutir o processo de elaboração de uma estratégia nacional de segurança do ciberespaço e identificar os seus elementos centrais.
  • Discutir o papel dos atores do setor da segurança na conceção e implementação da estratégia e política nacionais de cibersegurança.
  • Descrever princípios fundamentais, boas práticas e lições aprendidas durante a elaboração e implementação da estratégia e política nacionais de cibersegurança.

Questões para discussão:

  • Para os países com uma estratégia nacional de cibersegurança, qual foi o processo através do qual a estratégia do seu país foi desenvolvida ou implementada? Para os países sem uma estratégia nacional de cibersegurança em vigor, qual tem sido a sua experiência no que respeita ao desenvolvimento e implementação de estratégias e políticas setoriais sobre questões cibernéticas?
  • Que papel tem ou deve ter o setor da segurança no processo de desenvolvimento da estratégia de segurança do ciberespaço?
  • Que boas práticas, procedimentos, mecanismos de coordenação ou supervisão são necessários para garantir que os atores da segurança nacional desempenham um papel produtivo na formulação de políticas e estratégias sobre questões cibernéticas?

Leituras recomendadas: